terça-feira, 23 de agosto de 2016

BOMBA! Talita Laci é impugnada por não pagar multas eleitorais em Raposa-MA.

Nas eleições municipais de 2012 em Raposa/MA, Talita Laci, que foi candidata a prefeita pelo partido PCdoB,  durante a campanha eleitoral de 2012,  foi multada nos valores de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e R$ 20.000,00 (vinte mil reais) por ter sistematicamente descumprido decisão judicial que determinou, na campanha eleitoral de 2012, a suspensão do ato de realização de passeatas e caminhadas, com a utilização, em massa, de camisas vermelhas com o símbolo e o nº 65 do PCdoB.
Talita Laci foi, à época, notificada pela Justiça Eleitoral  para efetuar o pagamento das multas eleitorais por propaganda irregular, no prazo de 30 (trinta) dias, sob pena de ter seu nome inscrito na dívida ativa e no cadastro eleitoral, conforme atestam mandados de citação assinados por Talita.
 Embora tenha sido devidamente notificada pela Justiça Eleitoral para efetuar o pagamento  das multas eleitorais, Talita Laci manteve-se inerte, deixando expirar o prazo legal de 30 dias, sem pagar as referidas multas eleitorais.
Ocorre que, pela legislação eleitoral, as multas eleitorais só poderiam ser pagar ou parceladas antes do registro da candidatura, para que pudesse ter condições indispensáveis de registrabilidade de sua candidatura.
No entanto, Talita Laci, inadvertidamente, protocolou o pedido de registro de sua candidatura na Justiça Eleitoral sem tomar qualquer providência com relação às referidas multas eleitorais.
Assim, em razão da falta de pagamento das multas eleitorais ser uma condição  insanável, sem “jeitinho” a situação é de completo desespero dos 65, pois a candidata deve ser rifada da disputa eleitoral desse ano, por absoluta falta  de atenção nas regras eleitorais. Em razão do indeferimento iminente da candidatura de Talita, já se cogita à “boca miúda” que o candidato da coligação dos 65 deve ser a mãe da impugnada, Régia Laci, ou o irmão, Leonardo.
Vamos aguardar os próximos capítulos.
20160819_145150 (1)
20160822_150553
20160819_145150
20160819_144549
20160819_144108

sábado, 13 de agosto de 2016

Subiu para 33 os prefeitos eleitos em 2012 que desistiram de concorrer a reeleição em 2016

ze-alberto-pmdb-15
Uns por desgaste, outros por opção, de certo que pela contagem do blog [me consertem se estiver errado] nada menos que 33 prefeitos de cidades maranhenses eleitos em 2012 – mesmo estando aptos, e portanto, elegíveis para concorrerem a reeleição – não participarão como candidatos  no pleito eleitoral do próximo 02 de outubro.

Na ordem das fotos acima, os 14 primeiros são eles: José Alberto Oliveira Veloso, o Zé Alberto, Bacabal; Alberto Carvalho Gomes, o Dr. Alberto, Zé Doca; Gracielia Holanda de Oliveira, a Dra. Élia, Presidente Médici; Veronildo Tavares dos Santos, o Vera de Santa Luzia; Nilson Leal Garcia, o Nilson Garcia de Palmeirândia; Clodomir de Oliveira dos Santos, de Raposa; Amarildo Pinheiro Costa, de São João Batista; João de Fatima Pereira, o Queiroz de Monção; Arieldes Macario da Costa, o Leo Costa, Barreirinhas; Junior de Sousa Otsuka, o Capitão Otsuka, de Grajáu; Hélder Lopes Aragão, de Anajatuba; Gleide Lima Santos, de Açailândia, Lidiane Leite da Silva, a Lidiane Rocha, de Bom Jardim e João Candido Carvalho Neto, o Neto Carvalho em Magalhães de Almeida.
É bem verdade que esses quatro últimos têm particularidades sobre os demais: Helder [Anajatuba] foi afastado pela Justiça, e diante de diversos fatores negativos, não será candidato. Situação semelhante a de Gleide Santos [Açailândia] que também teve o mandato cassado, só que  pela Câmara de Vereadores e decidiu ficar de fora desta eleição. Igualmente a Lidiane Rocha [Bom Jardim]. Já Neto Carvalho [Magalhães de Almeida] renunciou o cargo em março de 2013.
Acréscimo
Após a publicação deste post, leitores espalhados por todo o Estado, bem como colegas da imprensa, ajudaram a aumentar a lista de gestores que desistiram de concorrer a reeleição deste ano. O número anterior de 14, pulou para 23 nomes, confira os demais abaixo:
tim-ribeiro 

Antonio Candido Santos Ribeiro, o Tim Ribeiro de Santa Rita; Luiz Rocha Filho, o Rochinha, Balsas;  Gustavo Augusto Ferreira Albuquerque, Jenipapo dos Vieiras; Félix Martins Costa Neto, o Costa de São Félix de Balsas; Jakson Valerio de Sousa Oliveira, o Valerio, de Governador Archer; Raimundo Alves Lima Neto, o Neto, de Tufilândia;  Valdivino Alves Nepomuceno, de São Francisco do Maranhão e  Maria Aparecida Queiroz Furtado, a Aparecida Furtado, de Paraibano.
Morte
neto-teixeiraEm Cidelândia um caso atípico: Augusto Alves Teixeira, o Neto Teixeira (à esquerda), eleito em 2012, morreu meses após assumir o cargo, em abril de 2013.

O vice, Ivan Antunes Caldeira (à direita), então assumiu a prefeitura, entretanto, é outro que não concorrerá a reeleição este ano.
Lista aumentou
Leitores do interior do Estado informaram mais quatro nomes de prefeitos, que após apuração do blog, entram na lista dos que não disputaram reeleição: Edvaldo Nascimento dos Santos, de Vargem Grande; Marcelo Jorge Torres, Godofredo Viana; Raimundo Nonato dos Santos, o Deco, Humberto de Campos; Rafael Mesquita Brasil, de Buriti; Maria Raimunda Araujo Sousa, de São Vicente Ferrer; Francisco Assis Barboza de Souza, o Dr. Chico, de Santa Filomena; Mauro da Silva Porto, Lagoa do Mato; Walber Pereira Furtado, o Dr. Walber, Pindaré-Mirim; Francisco Nunes da Silva, o Chico Nunes, de Senador La Rocque e  Elano Martins Coelho, o Dr.  Elano, de Nova Colinas.
Confira ordem das fotos abaixo:
zzz dr-chico-pr-22
Esqueci de mais alguém???

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Candidata a vereadora Silvilene faz o diferencial na convenção de Raposa

O final de semana no município de Raposa foi marcado por três convenções, onde os candidatos a prefeito levaram suas propostas e apresentaram seus candidatos a vereadores. 

Indiscutivelmente, a candidata a prefeita Ociléia, fez um arrastão na cidade, onde levou milhares de seguidores, onde emplacou que o 10, agora já é fato para a tal almejada mudança a qual o município tanto precisa.


Outra grande surpresa foi a candidata a vereadora Silvelene, que almejando seu primeiro mandato, empolgou a todos com sua sinceridade e carisma. 

A candidata tem grandes serviços prestados na área da Saúde, Educação e Cultura, além de trabalho realizado em prol da comunidade católica da Raposa. 

Um nome que pode representar muito bem o município. É 10 neles, na falta de melhorias para o município, na falta de compromisso, na falta de seriedade, na falta de investimentos!!!

Sesc está com i​nscrições abertas para ​a Oficina ​"Dramaturgia em dança: fazer, escrever, aparecer" ​

A educação permeia todas as áreas de atuação do Sesc. Focado no aperfeiçoamento do fazer artístico, a instituição está com inscrições abertas para a oficina prático-teórica. 

"
​​
Dramaturgia em dança: fazer, escrever, aparecer", ministrada pela bailarina, performer e jornalista Priscila Maia, do Rio de Janeiro. Com vagas limitadas, o minicurso acontece de 04 a 07 de agosto, das 14 às 19 horas, na Guest House (Rua da Palma, nº 142, Praia Grande). Inscrições gratuitas pelo email cultura.sescdeodoro@gmail.com.

Destinado a artistas da dança (coreógrafos, dançarinos, performers, figurinistas, iluminadores e cenógrafos), como também artistas de outras linguagens artísticas (atores, pintores, fotógrafos, cineastas, produtores), estudantes e interessados em geral, com idade a partir de 18 anos, a oficina "Dramaturgia em dança: fazer, escrever, aparecer" integra a 2ª etapa do projeto Sesc Dramaturgias e visa trabalhar as questões envolvidas nas palavras que a tecem.

O objetivo é sensibilizar e experimentar a partir da escrita de gestos no tempo e no espaço. Ao longo dos quatro dias, serão apresentados tópicos que ajudarão a ampliar o entendimento do termo dramaturgia a partir da observação de trabalhos em dança contemporânea e em outras artes, como a fotografia e o cinema. 

Os participantes realizarão exercícios práticos para materializar os temas, construindo um espaço onde as singularidades atuem em comum.  Por esse motivo, devem comparecer com roupas confortáveis para as práticas com o corpo e exercícios no chão.

 Priscila Maia é bacharel em jornalismo e roteirista. Desde 2003 dedica-se às artes vivas e integradas. No seu currículo artístico, dentre as suas realizações, está a sua passagem pela Lia Rodrigues Companhia de Danças como intérprete - criadora por três anos, ganhou a segunda colocação no I Concurso Curtas de Bolso Tela Brasil (2010), foi contemplada com o Prêmio de Apoio à pesquisa e criação artística com o projeto “Desejo que fuja” e é fundadora e artífice do Fórum Permanente de Dança do Rio de Janeiro.

Sesc promove o Workshop Fotografia, História e Cultura Visual

Com as inovações e o aprimoramento do olhar do sujeito quanto à sociedade, novas formas de transcrever a história têm surgido e uma delas são os registros fotográficos, que de forma crítica buscam construir uma trajetória social. Alicerçado no compromisso de promover conhecimentos ampliados e renovar técnicas de metodologia, o Sesc promove o “Workshop Fotografia, História e Cultura Visual” nos dias 4 e 5 de agosto. Ministrado pelo renomado professor e pesquisador José Oliveira da Silva Filho, no Auditório Sesc Deodoro, as inscrições são gratuitas e podem ser realizadas na Galeria de Arte do Sesc.
 
O workshop pretende discutir o uso da fotografia como fonte no campo da história, arte e ciências sociais. O ministrante apresentará de forma crítica o papel construtivo da imagem fotográfica na perspectiva documental para a construção de cenários de fatos históricos e memória da vida.
 
As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas na Galeria de Arte do Sesc ou pelo telefone 3216-3830. Com vagas limitadas, não há pré-requisitos para a participação. A carga horária do workshop é de 8 horas.

Aplicativo do Disque Denúncia reforça combate à criminalidade



O Governo do Estado lançou, nesta terça-feira (2), mais uma ferramenta para combate à criminalidade: o aplicativo Disque Denúncia para smartphones. O lançamento foi realizado na sede do Disque Denúncia na Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). Com funcionamento 24 horas por dia, a ferramenta está apta ao recebimento de denúncias de diversos tipos de crimes e informações sobre problemas em geral das comunidades.

A plataforma do Disque Denúncia no Maranhão já dispõe do serviço de denúncias pelos telefones (98) 3223-5800, na capital, e (99) 0300-3135-800, nos demais municípios; além das denúncias terem a possibilidade de serem formalizadas pelo WhatsApp através do número 9-9224-8660 do Disque Denúncia. Com o aplicativo lançado nesta terça-feira, será ainda mais fácil e preciso o envio de informações à polícia, com a possibilidade de envio de fotos, vídeos e outros arquivos. O aplicativo pode ser baixado em smartphones, tablets, televisões smart, veículos e até relógios que tenha o sistema operacional Android.

Ao enviar uma denúncia por meio do aplicativo, o cidadão colabora diretamente com as forças de segurança que trabalham de forma integrada. O Disque Denúncia recebe a informação e repassa aos órgãos competentes que dão resposta em tempo hábil, com total segurança e sigilo de quem formalizou a denúncia que, assim, tem a oportunidade de contribuir no combate a atividades criminosas no estado.

O aplicativo conta com uma interface prática e de fácil utilização, à qual podem ser acrescentados arquivos de fotos, vídeos, áudio e documentos, aumentando, desta forma, a eficiência das operações e contribuindo com as investigações das autoridades.

O coordenador do Disque Denúncia, Augusto Mendes, informou que, no caso de envio de uma mensagem ao aplicativo, existe todo o resguardo da fonte, ou seja, o anonimato é garantido. “O Disque Denúncia garante o seu anonimato. Com esta parceria entre o cidadão e o Disque Denúncia, podem ser repassadas informações sobre tráfico de entorpecentes, homicídios, maus tratos contra crianças, adolescentes e animais, perturbação da paz, abusos sexuais, desaparecimentos de pessoas, foragidos da Justiça e outras violências de natureza grave. Qualquer pessoa pode denunciar e contribuir para que as ações criminosas possam ser combatidas de forma rápida e eficaz”, explicou Augusto Mendes.

Dados do Disque Denúncia

O Disque Denúncia recebeu no primeiro semestre deste ano um total de 6.867 ligações. Todas foram repassadas para os órgãos de segurança responsáveis pelas investigações e/ou ações no combate ao crime.


quarta-feira, 29 de junho de 2016

Secs-Balaio de Sotaques Sesc anima fim de semana

A temporada junina do Sesc chega ao seu ápice neste fim de semana com atrações nas Unidades Deodoro, Turismo, Itapecuru e Raposa. Na sexta-feira (24), Dia de São João, o Balaio de Brincadeiras resgatou as tradicionais brincadeiras juninas e abriu a programação no Sesc Deodoro. Em Itapecuru-Mirim, a festança foi comandada pelos alunos do Programa de Habilidade de Estudos (PHE) e Educação de Jovens e Adultos (EJA. No Sesc Turismo, as simpáticas integrantes do Trabalho Social com Idosos interagiram com o público na apresentação do Boi Brilho do Sesc. No sábado (25), o Sesc Comunidade recebeu os moradores da Raposa para a celebração das tradições culturais do São João.

As festas juninas não envolvem apenas comidas e bebidas típicas, mas uma série de brincadeiras especiais para a celebração de São João. Mais um ano, os alunos da Educação Infantil do Sesc participaram dois dias do Balaio de Brincadeiras que tem como objetivo resgatar a tradição cultural do sertanejo praticamente desconhecida embora muito divertida. As brincadeiras escolhidas foram: tomba-lata, passa chapéu, ovo na colher, pula fogueira e pescaria.

No Sesc Turismo, as integrantes do Trabalho Social com Idosos do Sesc abriram a agenda da sexta-feira com uma belíssima apresentação ao som do sotaque de orquestra. O grupo animou o público de tal forma que o espetáculo de cores e brilhos encerrou com a participação da plateia na última dança.

Na área externa, onde foi montada a praça de alimentação com barracas de comidas típicas e de brincadeiras, os visitantes apreciaram o melhor do xote e baião com o grupo Kambada do Forró, programação que para a aposentada Conceição Furtado, 58 anos, estava muito boa. “Vim convidada pela minha irmã, que é associada do Sesc, e estou encantada com tudo. Gostei de tudo”, garantiu.

A irmã da Conceição explica porque recomenda o Balaio de Sotaques: “Em relação a outros arraiais da cidade, o do Sesc proporciona um ambiente familiar, segurança, sem contar os preços são mais acessíveis!”, contou Elizabeth da Trindade, 57 anos, funcionária pública.

A sexta-feira de São João no Sesc Turismo contou ainda com apresentação do Boi da Lua, Boi de Morros encerrando com Boi da Floresta.

No último dia de programação na Unidade do Olho D’Água, a área externa foi animada pelo show musical com o grupo Xote e Baião, enquanto na quadra o público contemplou o toque das caixas do Divino embaladas pela dança sensual do Cacuriá de D. Teté.

“É o terceiro ano que venho ao arraial do Sesc, primeiro porque é perto da minha casa e depois porque simpatizei com todo o ambiente e as brincadeiras escolhidas”, explicou a aposentada Rosa Maria Martins Cardoso, 65 anos.

Com tantos pontos positivos apontados pelos visitantes, a avaliação feita pela Diretora de Programas Sociais do Sesc, Regina Soeiro, que esteve presente todos os dias de programação na Unidade Turismo, a proposta de atender a demanda de difusão da cultura com acesso às manifestações foi cumprido. “Ouvi muitas opiniões favoráveis quanto ao arraial promovido pelo Sesc e isso se reflete na presença do público que foi intensa, principalmente nos dois últimos dias de programação”, destacou.

No sábado a programação que contou com a apresentação do Encanto do Olho D’Água  e Tambor de Crioula de Mestre Felipe encerrou com o famoso Boi de Axixá. A agenda do Balaio de Sotaques encerra no Sesc Deodoro na terça-feira (28), com Quadrilha Flor do Sertão, Boi de Morros, Boi de Guimarães e o batalhão do Boi de Maracanã, iniciando a partir das 18 horas. Entrada gratuita.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Agora lascou de vez! "Clô indica vice para o 22"

Gera revolta e insatisfação no grupo político que apoia o vereador Eudes barros a indicação de Afonso da Lavina, para a vaga de Vice-prefeito na chapa do 22 em Raposa.






terça-feira, 21 de junho de 2016

CONVITE


Hoje ás 19h30 vamos inaugurar a Praça do Poeirão (Habitacional Turú), com a presença do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.
A obra foi realizada através de uma emenda parlamentar destinada pelo vereador Ivaldo Rodrigues

Arraial Balaio de Sotaques 2016 anima as noites na Raposa

ARA_1636
Junho chegou, mês de festa e encanto. E para fazer jus a esplêndida tradição de nosso estado, o Sesc Comunidade, localizado no município de Raposa, recebe nos dias 25 e 26 a diversificada programação do Balaio de Sotaques 2016. Uma mistura de ritmos e emoções que intensifica a força cultural do Maranhão.
O projeto Balaio de Sotaques mais uma vez vem se firma como espaço de propagação e celebração da cultura junina do Maranhão, enfatizando a diversidade de ritmos e danças que compõem essa época festiva no estado.
A programação do dia 25 inicia com o tradicional Tambor de Crioula Unidos de Santa Fé, a partir das 19 horas, seguido de toda a sensualidade do envolvente Cacuriá Rabo de Saia, às 20 horas, encerrando a noite com fascinante Boi de orquestra Meu Tamarineiro de Ribamar.
No domingo, 26, o Boi Mimoso de São Bento abre a agenda com uma belíssima apresentação a partir da 19 horas. A programação segue com a encantadora Quadrilha Fogo Caipira, às 20 horas, trazendo como característica principal os traços originais da manifestação, como indumentárias e instrumentos. E encerrando a programação, o Boi Brilho da Terra fecha com chave de ouro a última noite de festa.
A programação é aberta ao público, que além de prestigiar as brincadeiras também pode se deliciar nas mais variadas comidas típicas que serão encontradas nas barracas.
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
 Jeane Silva/ASCOM SESC

segunda-feira, 20 de junho de 2016

EXPOSEGMA 2016 CHEGA A BACABAL COM FORÇA TOTAL

A Exposição de Segurança do Maranhão(EXPOSEGMA) chegou na cidade de Bacabal no início do mês de Junho, inicialmente realizando palestras sócio educativas, abordando diferentes temas tais como: O trabalho do governo do estado através da secretaria de segurança pública do Maranhão no combate as drogas, palestras sobre a violência doméstica, lei Maria da Penha, Feminicídio, temas destacando o valor da família como instituição de paz, mostrando a importância da religiosidade no mundo de hoje divulgando o evangelho através de cultos  ecumênicos, assim como orientações sobre tudo aos jovens, para que eles não entrem no mundo das drogas, e palestras fazendo uma amostra de como é feito o trabalho das forças segurança no estado. 

Publicitária Josilma Bogéa/Idealizadora da Exposegma

SOBRE A EXPOSEGMA 

A Exposição dc Segurança do Maranhão(EXPOSEGMA) é uma exposição sobre segurança pública do Maranhão. Dentro desse contexto, este projeto visa combater os entorpecentes e a violência, além de aproximar as forças de segurança com a sociedade. Há necessidade do trabalho preventivo contra as drogas e violência e também da integração entre a sociedade e o estado, por isso a EXPOSEGMA ministra palestras em escolas, em praças, teatros, associações entre outros setores indispensáveis na parceria deste projeto idealizado pela publicitária e assessora de comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Maranhão, Josilma Bogéa. O projeto atualmente tem a coordenação de MANOEL MACHADO COELHO NETO.

 A Exposegma ao longo dos seus 10 anos de edição, conta com parcerias importantes dentre elas estão :

Exército brasileiro, Marinha do Brasil, Polícia Rodoviária Federal, são parceiras também as forças de segurança do estado compostas pelas polícias, militar, civil, Corpo de Bombeiros Militar, CTA, DETRAN, SEAP e GUARDA MUNICIPAL. Conta também com apoio da Defensoria Pública, MP, igrejas evangélica e católica, escolas e as comunidades. A Exposegma 2016 term o total apoio do governo do estado, assim como do secretário de estado de segurança pública do Maranhão. Dr. Jefferson Portela
Resultado de imagem para fotos da EXPOSEGMA



1.      Histórico do Instituto AVANTT

O instituto AVANTT através da Exposição sobre Segurança no Maranhão - EXPOSEGMA é um projeto pioneiro no estado, instituído no ano de 2003; que tem como objetivo ajudar a sociedade na redução das violações dos direitos humanos, visando aproximar o Sistema de Segurança e seus agentes à comunidade, realizando trabalhos de ordem preventiva e educativa através de palestras ministradas pelo fornecimento de informações diretas de agentes específicos, no intuito de combater principalmente o aumento substancial do uso de entorpecentes, trabalhando de forma integrada com todo o Sistema de Segurança do Estado, no âmbito, Municipal, Estadual e Federal.


2.      Revisão de literatura

As drogas e a violência tem se tornado cada vez mais presente em escolas e domicílios dos lares brasileiros. Em consequência disso, vê-se a todo instante, famílias sendo destruídas pelo Brasil a fora. No Maranhão, a droga e a violência também tem um crescente considerável nesta década.

Atualmente, o uso de drogas tem se tornado crescente em toda a sociedade, independente do sexo, idade, raça ou classe social. Quando falamos sobre este assunto, é impossível deixar de associar a ele a questão da violência. As drogas entraram na sociedade de uma maneira devastadora, fazendo vítimas a todo o momento. Famílias destruídas pela violência urbana que tem como principal causa esta dependência doentia (Gazal, Denise 2012).

A violência também é um grande desafio à sociedade e ao estado, uma vez que todos nós seres sociais somos vítimas diariamente dos mais diversos tipos de violência. [...] independentemente dos formatos ou modelos que assume, como mediadora das relações entre os sujeitos e a coletividade, e, reconhecendo que [...] as fortes pressões que os processos de exclusão sociocultural geram sobre as famílias brasileiras, acentuando suas fragilidades e contradições, faz-se primordial sua centralidade no âmbito das ações da política de assistência social, como espaço privilegiado e insubstituível de proteção e socialização primária, provedora de cuidados aos seus membros, mas que precisa também ser cuidada e protegida (BRASIL, 2004a, p. 35).

     RELATO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS


A
As atividades iniciaram no dia 08 de junho de 2016, na paroquia Santana, tendo a palestra inicial e apresentação do projeto EXPOSEGMA sendo proferida pelo Coordenador geral do projeto Manoel Machado Coelho Neto. A solenidade iniciou-se as 19:30 e findou-se as 21:00, com a participação das autoridades civis e militares, ressaltando dentre eles otenente coronel Luís (representando o Comandante Geral da Policia Militar do Estado do Maranhão), o tenente Jorge Luís(representando o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão), o delegado Elson (representando o delegado geral da policia civil do Estado do Maranhão), o representante da comissão de segurança pública da assembleia legislativa do estado do Maranhão deputado Roberto Campos, o Juiz da comarca de bacabal meritíssimo Jorge, além do presidente da câmara municipal da cidade de Bacabal o senhor vereador Manoel da Concórdia, a representante da igreja católica Frey Ribamar, a representante da igreja Assembleia de Deus a senhora vereadora Regilda, estudantes da escola de música da cidade de Bacabal e a comunidade Bacabalense.




As palestras ocorreram nas escolas Rodrigues Neves, Frey Solano, José viera Lins, Balbia Carvalho, comunidade Quilombola Seco das Mulatas e na Câmara municipal da cidade de Bacabal, tendo como público alunos, comunidade e vereadores.  Os palestrantes ministraram conteúdo sobre: Drogas; violências; sonhos; medidas de prevenção contra incêndio, choque elétricos, afogamentos; a importância da agricultura.

Até o momento o público total presente passa de 1300 pessoas. Dentre os profissionais que ministraram as palestras leva-se a ressaltar o Coordenado Geral Manoel Neto Sd Pm, O Glauber Sales Sd Pm, O Mailson Costa Cb Pm, o Capitão Bm Almeida, o Sargento Bm Augusto, o Soldado Bm M Serra, o GEAPE de Bacabal e em Especial ao Comandante do Batalhão de Infantaria Leve tenente coronel Azevedo.



       
2.       CONCLUSÃO
A aproximação entre o estado e a sociedade é importante para provar que as politicas públicas desenvolvidas de forma constante tem a eficácia de maximizar a relação direta com o poder público, além de mediar conflitos e desmistificar a imagem do setor público. A interação entre a sociedade estudantil e as forças de segurança pública como, no caso, militares do Maranhão, corroboram que o papel dos militares é de preservar e manter a ordem pública não só de maneira repressiva, mas também de maneira eficiente e inteligente, trazendo os estudantes para perto das forças de segurança, mostrando como o papel da educação é fundamental para a transformação do ser social. A EXPOSEGMA, por sua vez, como terceiro setor, tem o formidável prazer de proporcionar esta mediação entre o estado e a sociedade.

 Por/Stenio Johnny Ascom SSP/MA

EXPOSEGMA 2016 CHEGA A BACABAL COM FORÇA TOTAL

sábado, 18 de junho de 2016

A ENCRUZILHADA

Por: Aziz Santos


Quem imagina que as lideranças nacionais do PT são mais corruptas do que as do PMDB está redondamente equivocado. São iguais! Apenas do PT exigíamos mais compromisso com a ética e com um programa de Nação, coisas sempre distantes do PMDB e seus apaniguados. 

Os petistas foram mais descuidados, com mais sede ao pote, e se serviram de parceiros duvidosos para manter a governabilidade, ao invés de confiarem no apoio de parcelas majoritárias da sociedade que neles acreditaram por décadas. 

Dilma caiu – não se sabe se volta – não apenas pelas artimanhas da direita, que trabalhou intensamente nos meios de comunicação para isso, mas pelo clamor das ruas, que já não aguentava o descalabro, a mentira, a corrupção. 


A esperança que temos agora é a da decisão pela Justiça Eleitoral da impugnação do mandato Dilma/Temer, na medida em que vai ficando claro para o conjunto da população brasileira que a campanha da chapa vencedora das eleições de 2014 foi irrigada pelo petrolão. 


A questão é se a decisão tão esperada será prolatada este ano, o que permitiria eleições diretas imediatamente. Decisão pós-2016 implica em eleição indireta, o que beneficiará a direita majoritária no Congresso Nacional.

Qual a encruzilhada? A falta de uma liderança nacional estilo Brizola que poderia levantar o ânimo das massas para exigir rápida decisão da Justiça Eleitoral - único poder que não se subordina a prazos, verdadeiro absolutismo. Não se pode esperar que o PT e seus simpatizantes (muito bons por sinal em protestos de rua) defendam esta tese, absolutamente contrária aos seus interesses, dado que, se impugnada a chapa eleita em 2014, cairia por terra o último argumento deles, isto é, o da legitimidade das urnas, porque então restaria provado que as eleições não foram tão limpas assim e que se tratou, em verdade, de um processo totalmente viciado.


Curiosa e temerária a tese de alguns de que o próprio Congresso impediria o mandato Temer e se socorreria de eleições diretas. E a Constituição, onde fica?

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Homenagens marcam despedida ao músico Papete

Familiares, amigos e centenas de artistas se fizeram presentes para prestar a última homenagem ao cantor, compositor, poeta e instrumentista, José de Ribamar Viana, o Papete. O multiartista maranhense faleceu na madrugada de quinta-feira (26), em São Paulo, após lutar contra um câncer de próstata. O velório foi realizado nestasexta-feira (27), na Casa do Maranhão, no Centro Histórico ao som de muita música, recitais e diversas homenagens para lembrar o artista que partiu deixando um imensurável legado para a arte, música e a cultura do Maranhão.

O governador Flávio Dino compareceu ao velório para prestar suas condolências aos familiares e amigos do artista e ressaltou a importância de Papete. “A arte de Papete é especial para mim. Ele é um nome de grande significância para o Maranhão, sobretudo por sempre defender os nomes desta cultura por onde ia”, disse o governador. Flávio Dino pontuou que Papete “não poderá estar conosco nestes festejos, mas sua obra e memória estarão, sempre vivos”.

O secretário de Estado de Comunicação e Assuntos Políticos (Secap), Márcio Jerry, e o secretário de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), Diego Galdino, também estiveram na solenidade. “Papete era uma figura singular na nossa cultura e será homenageado em todo o período junino do Maranhão”, disse Galdino. O arraial do Ipem levará o nome do artista e terá um espaço exclusivo à memória dele no festejo. O secretário informou ainda que o primeiro dia de programação, dia 17 de junho, será todo dedicado ao artista.

“Ele deixa, sem dúvida, um legado de imensurável valor para a cultura do maranhense. Papete trabalhou sempre voltado para as festas juninas e este será o primeiro ano em que não estará presente. Mas estará em nossa memória, em nosso coração e no daqueles que reconhecem o trabalho que ele desenvolveu”, ressaltou Gisele Paiva, viúva do artista. Ela lembrou do envolvimento de Papete com a arte local e os festejos juninos e que, mesmo doente, dizia que estaria no Maranhão para acompanhar as festas. “O que eu espero agora é que dêem continuidade ao trabalho dele, que mantenham viva a memória dele”, destacou.

Para o cantor e amigo Tutuca Viana, Papete foi um artista excepcional em obra e como defensor da arte maranhense. “Ele tinha um olhar muito sensível ao que se fazia no Maranhão e sempre impulsionou outros artistas. Descobria talentos e dava oportunidades quando ele percebia um artista nascendo. Era um cara do coletivo, sem vaidades. Um homem da cultura e pelo Maranhão”, disse.

Um grande conhecedor da cultura maranhense e defensor, assim traduz Chiquinho França sobre quem era o artista Papete. O músico instrumentista conta que há sete meses teve um encontro com Papete, quando de sua estada na capital e o convidou para um projeto artístico, o Som do Mará. “Ele de pronto aceitou e mostrou um entusiasmo por ser convidado a fazer parte desta iniciativa que tem como mote elevar a música local. Eu fiquei lisonjeado com o aceite dele. Papete é único e especial”, ressaltou.

O cantor Mano Borges ressaltou a tristeza por este primeiro São João sem o artista e as homenagens que devem ser feitas para lembrar seu legado. “Estamos acostumados com o Papete nesta grande festa da cultura maranhense e infelizmente ele não estará conosco. Mas nós saberemos lembrar o artista que ele sempre será e tudo que significa para a música e cultura maranhense”.

Fernando de Carvalho estava inconformado com a partida do amigo e ídolo. A história que mantém com a arte de Papete é peculiar e vem desde a infância. Fernando lembra do antológico Bandeira de Aço, um dos trabalhos mais proeminentes de Papete, que ele ouvia quando criança, por gosto do pai. “Eu nem sonhava em ser artista e quando entrei neste meio e ouvia as canções de Papete, aquilo tudo me levava de volta à infância. Tive a felicidade de trabalhar com ele e tê-lo participando do meu primeiro CD. E quando o Bandeira de Aço foi lançado em CD eu prontamente fui garantir o meu. Papete sempre esteve na minha memória afetiva. Sou fã incondicional, sou admirador e é uma perda muito triste para mim, para nossa cultura”, enfatizou.

A despedida para Papete reuniu muitos artistas que prestaram uma bela homenagem durante o velório. Amigos e colegas de arte entraram no salão da Casa do Maranhão entoando, em fortes vozes, as canções emblemáticas do artista como Engenho de Flores, Bandeira de Aço e outras. Os fortes sons dos pandeirões ecoaram na sala fazendo daquele momento triste um episódio de boas lembranças e alegria pelo que ele representou. Estavam presentes a mais esta homenagem, dentre outros, os artistas Josias Sobrinho, Gerude, Cecília Leite, o poeta e escritor de cordel Tibúrcio Bezerra, Célia Maria, Ronald Pinheiro.

Luta pela vida

Mesmo lutando contra o câncer, Papete conseguiu terminar a obra Senhores Cantadores, em que trata dos grandes nomes da cultura popular, principalmente do Bumba Boi do qual era profundo amante e estudioso. Natural de Bacabal, Papete mudou-se para São Paulo ainda jovem, aos 18 anos. Na capital paulista foi consagrado como cantor, percussionista e compositor de reconhecimento nacional e internacional, sem nunca deixar de prestigiar a sua terra natal, sendo presença garantida e esperada nos festejos juninos no Maranhão.  Em 1978 gravou o antológico disco da história da Música Maranhense: Bandeira de Aço. No repertório deste disco, Papete traz canções que se tornaram ícones do São João do Maranhão, como Boi da Lua e Catirina. Sua trajetória é notável e nos anos de 1982, 1984 e 1987, foi eleito um dos três melhores percussionistas do mundo. Papete faleceu aos 68 anos, em São Paulo, onde morava desde o ano de 1966.

Ainda não será desta vez!PSDB ´´força`` Neto Evangelista a adiar sonho de se tornar prefeito de São Luís

Então de repente,Neto Evangelista que sonhava em ser prefeito de São Luís,ver  seu partido PSDB fechar aliança com PPS em torno da pré-candidatura a prefeita  de Eliane Gama (PPS).

Nas eleições municipais de 2012,Neto que era vice na chapa encabeçada por João Castelo que tentava a reeleição,foi para a linha de frente, nos palanques,com a péssima administração do então prefeito Castelo,foi exposto a muitos nãos e vaias.Até ali tudo era válido,em nome do partido,pensando em seu futuro.

Em 2016,o ´´golpe`` dos tucanos de alta plumagem.O sonho de Evangelista,pelo menos para 2016,caiu por terra.

Se tucano trai tucano,imagine...

Dilma resistiu até ‘última bala’, diz Sarney em grampo de Sérgio Machado

Trecho inédito de conversa entre o delator Sérgio Machado e o o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado mostra os dois debatendo acerca do destino de Dilma Rousseff, então na Presidência.
Ambos reclamam do fato de Dilma permanecer no cargo mesmo em forte crise política, e dizem que a petista vai resistir “até a última bala”.
“Ela não sai (…) Resiste… Diz que até a última bala”, diz o ex-senador maranhense. Segundo Machado, os escândalos com o governo acabaram com “o ‘Lula presidente'”. Sarney concorda, dizendo que o petista estaria em depressão.
“Acabou o ‘Lula presidente'”, diz o ex-presidente da Transpetro. “O Lula acabou. O Lula, coitado, ele está numa depressão tão grande”, afirma Sarney. “O Lula. E não houve nenhuma solidariedade da parte dela [Dilma].”, completa Machado.
Em outro trecho da conversa, gravada em março de 2016 e revelada nesta quinta-feira (26) pelo “Jornal Nacional”, em que Sarney reclama das decisões do juiz Sergio Moro e afirma que há uma “ditadura da Justiça” em vigor no Brasil.
“Não teve um jurista que se manifestasse. E a mídia tá parcial assim. Eu nunca vi uma coisa tão parcial. Gente, eu vivi a revolução […]. Não tinha esse terror que tem hoje, não. A ditatura da toga tá f*“, diz Machado. “A ditadura da Justiça tá implantada, é a pior de todas!”, concorda Sarney.
“E eles vão querer tomar o poder. Pra poder acabar o trabalho.”, conclui o ex-presidente da Transpetro.
EDUARDO CUNHA
Há ainda, no trecho revelado, especulações a respeito do destino do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Sarney afirma que o Supremo Tribunal Federal não poderia afastar Cunha da presidência da Câmara.
“E quem é que assume a Presidência [no caso da saída de Michel Temer] se não tem ninguém?” pergunta Machado. “O Eduardo Cunha”, responde Sarney. “E ele não vai abrir mão de assumir”, rebate o ex-presidente da Transpetro.
“Não… No Supremo [Tribunal Federal] não tem. Não tem ninguém que tenha competência pra tirá-lo. Só se cassarem o mandato dele. Fora daí, não tem. Como é que o Supremo vai tirar o presidente da Casa?”, diz o ex-senador maranhense.
Os dois debatiam quem seria presidente caso Michel Temer, então vice de Dilma Rousseff, também fosse afastado do cargo.
Sarney diz que haveria eleições. Ele e Machado mencionam nomes como o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa ou o juiz Sergio Moro. Depois, concordam que o vencedor não seria o senador Aécio Neves (PSDB-SP), adversário de Dilma em 2014.”Não, não vai ser ele [Aécio] de jeito nenhum!”, diz o ex-senador.
A aposta de Sarney acerca do destino de Cunha, no entanto, provou-se incorreta. O áudio foi gravado em março de 2016, dois meses antes do afastamento do deputado não só da presidência da Câmara, como de seu mandato pelo STF.
GRAMPOS
Em outro momento, Machado, que grampeava ele mesmo a conversa com Sarney para obter um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República, pede que o maranhense marque conversa entre ele e Renan Calheiros em local sem grampos.
“Faz uma ponte que eu possa, que é melhor porque tá tudo grampeado. Tudo, essas coisas. Isso é ruim”, diz Machado.

Presos que ordenaram incêndios a ônibus serão transferidos para presídios federais

Sãos dez presos já identificados como os mandantes das ações criminosas que resultaram em incêndios ou tentativas a 16 ônibus na capital que deverão ser transferidos a qualquer momento para presídios de segurança máxima fora do Maranhão.
IMG_0408
A informação foi dada pelo secretário de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela. está sendo aguardado a resposta da Vara de Execuções Penais, que ficou com a responsabilidade de apreciar o pedido de transferência dos dez presos para presídios federais.
Só cinco já tiveram os nomes revelados e, dentre eles, Eliakim Davila Machado, o Sadrak, que figura como o principal líder das ações criminosas. Foi ele quem enviou áudios gravados por celular de dentro da penitenciária. A resposta da Justiça deve ser dada nas próximas horas.
Resultado de imagem para ônibus incendiado em são luis
Veja abaixo os nomes dos que irão para presídios federais:
Wandeley Moraes (Paiakan)
Carlos César Viegas (Carlito)
Henrique Borges Chagas (Black)
Eliakim Davila Machado (Sadrak)
Leandersson Nonato dos Santos (Léo Pirento)

Fonte: Luis Cardoso